Vinicius sabe tudo!

Quando eu era pequena (bem menor do que hoje...) eu tinha uma vitrola portátil. Ela era marronzinha, dava para fechar e tinha uma alcinha para levar para onde eu quisesse. Me lembro de vários LPs que tinha, alguns de alta qualidade (It's a Small World), invejáveis (Xou da Xuxa Vol.1, existia coisa melhor do que cantar "Doce, doce, doce...a vida é tão doce..."?!) e clássicos infantis (Os Saltimbancos). De vez em quando eu me lembro dos momentos que tive com minha vitrolinha, cantando Trem da Alegria e Balão Mágico. Acho que minha vitrola teve seu requiem lá por 1990...e desde então, a maioria das músicas que escutava nela ficaram só na memória (e nas festas PLOC anos 80, que meu querido namorado insiste em resistir...)

Até que hoje a noite, me distraindo com alguns sonetos de Vinicius, me lembrei da minha infância, num contexto completamente moderno e atual...Tá, antes de entrar em detalhes, deixa só eu constar que Vinicius é TUDO! Sou fã de carteirinha...cada letra mais rica que a outra, e todas super sensíveis. Meu sonho de consumo é ter alguém (namorado, tá prestando atenção?!) cantar/recitar "Minha Namorada." Gente, existe declaração mais linda?

Agora voltando a minha lembrança de infância... para quem não sabe (e está achando que tive uma infância super precoce, sonhando com Soneto da Fidelidade aos 5 anos...), em 1970 Vinicius escreveu uma série de poemas belíssimos (e super divertidos!) infantis, publicados no "A Arca de Noé." "A casa", "A foca", "O pato"...todos sairam de lá. E alguns anos depois, se tornaram músicas, cantadas e conhecidas até hoje...logo, o meu LP "Arca de Noé vol.2," que tinha a (não tão famosa assim) "A Cachorrinha." Hoje a noite encontrei esse poema, e ao ler, percebi que i) era uma graça e reconhecia a música, e ii) Vinicius sabe tudo!!! Porque, não me pergunte como, ele conseguiu captar a essência da Poliarquia (eu gosto de pensar que minha cachorrinha tem essência, tá?!). Então aqui o vídeo com a música, que a partir desse dia, eu declaro a música da Poli: 

Labels: ,