Chegou...

Depois de inúmeras horas de estudo, não sei quantas mil páginas lidas resumidas em 104 páginas no Word, 2 quilos a mais nos quadris (eu sou do time "Food is my friend" quando estou ansiosa...nunca entendi essa coisa de "tô muito nervosa para comer..."), e urticária nervosa que se espalhou pelo corpo todo (essa foi novidade...NUNCA tive reação física a estresse...tô me coçando que nem cachorro pulguento desde sábado), a tão temida prova de campo do doutorado é hoje...claro que não escrevi esse post hoje, né?! Tava programado há um BOOOM tempo...

São oito horas de prova escrita (quatro questões) seguida por uma prova oral (com a banca de professores) que será daqui a duas semanas. E não basta passar. Tenho que passar "com honras" ou "muito bem" (juro que as categorias de nota são essas...). Caso contrário, não recebo o mestrado de ciência política e não posso avançar ao próximo nível do doutorado, que é o M. Phil., ou mestrado em filosofia (apesar de não ser relacionado à filosofia...).

Obs: O M.Phil. é o título que você recebe após ter completado as matérias do doutorado, mas antes da defesa da tese, ou seja, é o "cargo" de pesquisador. Para quem é familiarizado com o mundo acadêmico, também é conhecido com A.B.D., ou seja "All but dissertation" (ou entre as línguas mais afiadas, "All but done").

De qualquer forma, hoje é um dia mega importante, então torçam por mim!


Ah, e a trilha sonora do dia é


E para deixar o post de hoje mais alegre e light, aqui algumas dicas da Poli, sobre como estudar:

Primeiro, a gente se joga nos livros e nos artigos, para absorver tudinho

As vezes, a gente fica tão frustrada com o material (ÓDIO DO HUNTINGTON!), que dá vontade de rasgar tudo!

Para controlar as frustrações e a ansiedade, nada como vários lanchinhos (de preferência, com comfort food e, é claro, fora da dieta...)

Dormir na mesa ou no laptop é super normal, não se preocupe se isso acontecer. 

E se o sono for incontrolável, nada que um café da Starbucks não resolva.

E depois de ter feito a prova, entregue o paper, ou terminado a dissertação, nada melhor que um bom cochilo de 12 horas. 

Observação: a Poli teve que pular um passo muito importante, pois ela não pode participar efetivamente desta atividade. Mas mesmo assim, ela recomenda que, antes do cochilo de 12 horas e após as provas, aja uma bebemoração com os colegas de turma que também passaram por esse processo. 

Afinal, ninguém é de ferro. 
Nada diz "férias!" como uma boa piña colada! Com direito a guarda-chuvinha de papel é tudo!
(eu sei que o semestre mal começou e ainda tenho 3 meses de aula, mas depois desse esforço acadêmico, preciso de uma bebidinha com clima de férias para brindar)

Labels: