O carro e o edredon

De todos os itens do casamento, o que com certeza dispensaria se tivesse que fazer tudo de novo seria o carro. Não me entendam mal, o serviço foi ótimo. O carro estava limpinho e o motorista foi simpático. Teve um pequeno atraso do carro para chegar no hotel (uns 5-10 minutinhos...o suficiente para eu ter que ligar para o serviço uma vez perguntando se o carro estava perdido no Joá, pois o La Suite é escondidinho, mas nada que causasse estresse). É só que o item acabou sendo bem desnecessário mesmo.

Primeiro, porque como a cerimônia foi no local da festa, não precisamos nos deslocar tanto (dava para termos um taxi nos levando para o hotel na saída da festa). Segundo, porque ninguém viu o carro, e eu, particularmente, sou completamente indiferente em relação a carros. Os únicos que curto são o Mini Cooper vermelho e qualquer Ferrari conversível vermelha...
Eu e o Mini: carrinho baby foférrimo!
Tudo bem que teria que ter um mini para me levar e outro exclusivamente para levar o vestido...

Infelizmente, ambos carros não são disponíveis para aluguel no Rio (quer dizer, acho até que tem Ferrari para alugar no Rio, pois lembro de ter visto num desses sites de carros para noiva, mas era mega caro e mesmo se o aluguel fosse baratinho, nunca sairia numa Ferrari conversível nesse Rio de Janeiro...imagina parar no sinal?!). Ou seja, chegar de taxi, de van, de Jaguar, de Pajero...pra mim, tudo a mesma coisa. Mas, enfim, acabamos alugando um carro para me levar e nos esperar na volta...

Mal prestei atenção pro carro...O que me lembro mais foi o aperto dentro dele, pois no banco de trás tinha meu pai, minha melhor amiga, euzinha e meu vestido (vulgo "Edredon"). E sério, o vestido ocupava o espaço de um elefante dentro do carro (ou seja, o aperto era culpa do Edredon, não do carro, que tinha um tamanho descente para 3 adultos, desde que estivessem com roupas "normais")

Sabe aquelas cenas de circo com 20 palhaços saindo de um fusquinha?! Pois bem, meu vestido ocupava o espaço de 20 palhacinhos...
Querem ver?!

E se entrar no carro foi complexo, imaginem a saída...quase arranquei o véu e a tiara...e acabei saindo descalça, porque na hora achei mais fácil (vá entender...)

Labels: ,