Deutsches Museum

Munique é cheia de museus e um dos mais especiais é o Deutsches Museum, que é o maior museu de tecnologia e ciência no mundo. Como os alemães são f**** quando o assunto é engenharia, ciência, e tecnologia, esse museu é MUITO legal! (até mesmo se você não é muito fã desse tema...) São mais de 28 mil objetos, distribuidos pelos 16 km do museu (sim! se você andasse o museu todinho, vendo TUDINHO, você iria andar 16 km!!!) É impossível ver um museu desse nível em um dia só, muito menos em apenas uma manhã, por isso que foquei só nas exposições que me interessavam mais...


Um pouquinho sobre o museu: o museu fica em uma ilhota no Rio Isar (e fica pertinho da estação Isartor). Ele foi inaugurado em 1925 e ficou aberto para o público até a 2a Guerra Mundial. Durante a 2a Guerra, o orçamento do museu foi cortado e várias exposições foram ultrapassadas. Em 1944, 80% do museu foi destruído pelos ataques aéreos. Após a Guerra, o museu foi reconstruído e re-inaugurado em 1948. Porém, o tamanho do museu só voltou ao seu tamanho original em 1965. 

O museu tem exposições sobre medicina, agricultura, astronomia, energia elétrica, nanotecnologia, meio ambiente, física, farmaceútica, matemática, navegação, e até instrumentos musicais, entre outros. São quase 40 exposições permanentes. 

Ao entrar no museu, você se depara com vários navios e barcos. 

Uma exposição que gostei bastante foi a sobre nanotecnologia. 
Achei bem interessante (e aprendi vários usos de nanotecnologia :) 

Das exposições permanentes, a que mais gostei foi a exposição de instrumentos musicais. 
Tinha cada instrumento maravilhoso! 

Principalmente os pianos, clavicórdios e cravos!

Olha que coisa mais linda! Eram verdadeiras obras de arte!

Quando visitei o museu, a exposição temporária era sobre a tecnologia da década de 1950 (estará em exposição até 31 Julho 2012). 

Esse aqui é um dos "microcarros" construído pelos alemães na década de 50, o Heinkel Kabine 154. Ele tem 3 rodas (apenas 1 traseira). Para quem não se lembra, depois da 2a Guerra Mundial, os alemães foram proíbidos de construir aviões/motores de aviação, então várias construtoras de motores começaram a se especializar em motores automobilísticos, como a Heinkel.

Aqui os primeiros modelos da Vespa. 

E para quem acha que lavar roupa hoje em dia é um trabalhão, imagina naquela época?! 
Aqui uma máquina de lavar roupa (modelo industrial, usado em hospitais/hotéis). A portinha embaixo é para colocar o carvão... 

Aqui a máquina de lavar roupa para uso doméstico. Esses dois rolos azuis eram para "secar" a roupa (ou seja, você pegava a roupa molhada da máquina e passava ela entre os dois rolos, para "torcê-la."

E finalmente, o avô da torradeira moderna. 

Além das exposições acima, os highlights do Deutsches Museum incluem: um modelo gigante de uma célula humana (que é bem legal! O modelo é 350 mil vezes o tamanho de uma célula), o primeiro avião construído pelos irmãos Wright, um dos primeiros computadores programáveis (o Conrad Zuse Z3), um submarino U1, e uma réplica do ateliê do Galileo. 

Eu gostei bastante do Deutsches Museum, e se tivesse mais tempo, com certeza teria visitado o museu mais umas duas vezes, para explorá-lo com mais calma. 

Labels: ,