Istambul, 5o Dia: Casamento, Parte 1

No sábado de manhã, acordamos bem cedinho (quer dizer, eu acordei bem cedinho...) para irmos ao casamento à primeira parte do casamento. Seguinte: o noivo foi criado judeu, mas a mãe é católica; já a noiva foi criada com tradições persas, mas não pratica nenhuma religião. Resultado: duas cerimônias de casamento, uma católica (para satisfazer a mãe do noivo) e uma persa (que era a importante para noiva). O que as mulheres não fazem por suas sogras, né?! ;) 

Ou seja, de manhã, no sábado, fomos à cerimônia católica na Santo Antonio de Padua, a principal igreja católica em Istambul. De acordo com a noiva, as mulheres precisavam usar chapéu ou "fascinator." Juro que procurei ambos que nem uma louca antes de viajar, mas não encontrei um no orçamento. Por sorte, uma das minhas amigas, que também foi a Istambul ao casamento, levou dois fascinators e se ofereceu para me emprestar um deles. Ou seja, graças a Gabi, eu pude usar um fascinator pela primeira vez!!! Me senti super fashion! :)  
Com colar de pérolas e um fascinator! Me senti praticamente em um casamento britânico :)

Com a única convidada turca :) (praticamente todos os 200 convidados viajaram para Istambul só para o casamento) 

Nada como um chapéu para dar um up no look!

Eu sei que é meio stalker fotografar crianças alheias, mas esse não é o pajem mais fofo que vocês já viram?! 

E começa a cerimônia... 

Eu adoro ver a noiva entrar na igreja! 
Acho um momento tão "wow!"

A igreja era bem bonita, com uns vitrais bem coloridos.

A cerimônia foi feita em inglês e em francês (pois o noivo é do Haiti). Foi a primeira vez que assisti uma missa católica em inglês e em francês, e mesmo não sendo católica, curti falar o "pai nosso" em francês (não julguem, mas qualquer oportunidade para praticar minha língua predileta é super bem-vinda!)

O beijo na saída, regado à pétalas brancas!

Metade da galera do mestrado, que veio para o casamento. 

Depois do casamento, fomos almoçar no Pera Palace, um hotel clássico de Istambul. O Pera Palace foi fundado em 1892, com o propósito específico de receber passageiro que chegavam no Expresso Oriente. Inspirada por essa função do hotel, foi aqui, no quarto 411, que Agatha Christie escreveu "Assassinato no Expresso Oriente." Adicionalmente, Kemal Atatürk, o "pai dos turcos," se hospedou no quarto 101 enquanto se preparava para a Guerra a Independência Turca. Essa suite é hoje um museu, exibindo bens pessoais. 

O almoço foi uma delícia! As sobremesas eram verdadeiras obras de arte.

Depois exploramos o hotel um pouquinho...afinal, o Pera Palace tem MUITA história para contar. Por exemplo, foi o primeiro prédio de Istambul (além dos palácios otomanos) a ter eletricidade e água quente. Adicionalmente, teve o primeiro elevador elétrico de Istambul!
Relíquia da cidade: o primeiro elevador elétrico! 

Cabine utilizada para transportar clientes entre o hotel e a estação de trem do Expresso Oriente. 

Labels: , , ,