Coisas que nunca vou conseguir entender


Antes de mais nada, muito obrigada pelas dicas/sugestões de como responder a comentários. Já mudei a configuração do blog e agora tem a opção de "reply" ao comentário :)


-------------------


Com a tragédia de sexta-feira, o clima aqui nos USA tem estado bem sombrio...se não me engano, este é o quarto massacre nos USA esse ano, e honestamente, é o que mais me assustou. Fiquei pensando em todos meus amigos que agora já têm filhos, tentando me colocar no lugar deles (impossível, eu sei...) Como é que você faz para deixar seu filho no colégio no dia seguinte? Como é que você educa seu filho para lidar com esse tipo de situação? E como é que você explica para uma criança de 5 anos que esse tipo de tragédia aconteceu?! Eu, com meus 30, não consigo entender...(e devo dizer que, mesmo se tivesse 90, acho que mesmo assim não saberia explicar...)

Na época de Columbine, ainda estava no colégio e morava no Brasil. O massacre de Columbine, para mim, foi coisa de filme, algo completamente surreal...Acho que nem cheguei a me colocar no lugar daqueles adolescentes. Na minha bolhinha carioca, isso jamais aconteceria! (assaltos a mão armada, arrastões, etc faziam parte da minha realidade, mas NUNCA me senti ameaçada em um ambiente acadêmico). Pode até ter sido privilégio meu nunca ter tido essa sensação de insegurança, mas honestamente, será que toda criança não tem o direito de se sentir 100% segura no colégio?! (e nós, como uma sociedade, não temos o dever de garantir esta segurança?!)

Depois de 12 anos morando aqui na Terra do Tio Sam e, infelizmente, lendo e ouvindo sobre massacres e mais massacres a mão armada, praticamente anualmente, confesso que meu nível de segurança baixou...Engraçado que não tenho medo de andar sozinha a noite aqui, de sair na rua com meu lindo anel de noivado, de carregar meu Ipad, laptop, Iphone e Ipod no ônibus...isso faço sem nem pensar! Tenho medo é da insanidade de alguns poucos, que, junto com a facilidade de obter armas legalmente, dá margem para a tragédia que ocorreu nesta sexta.
Imagem que girou a Internet em julho, após o massacre em Aurora.

Realmente torço para que, pelo menos dessa vez, o diálogo em relação ao controle do comércio e posse de armas nos USA ganhe força e apoio da população, que o lobby criado pelo NRA (National Rifle Association) tome vergonha na cara e pare com essa babaquice de que "Guns don't kill people. People with guns kill people." Realmente, arma nenhuma dispara por vontade própria, sempre tem alguém no gatilho. Mas dado que não dá para se desfazer de "people with guns," e dá para se desfazer do "guns," que tal reavaliarmos a posse de armas?!

Acho um ABSURDO quando alguém vem com esse papo de que "posse de armas é um direito do cidadão, garantido pela Constituição" e não se muda a Constituição (por este raciocínio, mulheres nunca teriam o voto, escravidão ainda existiria, imposto federal seria inexistente, e ah, é verdade, a posse de armas também não seria um direito, afinal, a posse foi uma EMENDA!) E realmente, em 1791, fazia todo sentido no mundo ter esse direito para proteger sua terra/propriedade, e a segunda emenda funcionava dentro daquele contexto. Mas nos dias de hoje, o contexto já é BEM diferente...e NINGUÉM precisa ter um rifle semi-automático em casa para se sentir seguro...

Enfim, o post já está longo e eu ainda poderia falar muito sobre este assunto, já que é algo que realmente não consigo entender. Separei alguns artigos que achei interessante sobre o tema (são todos em inglês), caso tenha alguém que, como eu, não consegue ainda entender este aspecto louco da sociedade americana. 

"A Land Without Guns: How Japan Has Virtually Eliminated Shooting Deaths," no The Atlantic.

"I am Adam Lanza's Mother," no The Blue Review. Artigo excelente que discute o lado familiar/psicológico desse tipo de tragédia. 

"Twelve facts about guns and mass shootings in the US" do Washington Post. 

"Do We Have the Courage to Stop This?" oped excelente no New York Times.

"Automatic Weapons vs French Cheese: Which is Easier to Buy in the US?" no Huffington Post.

Discurso do Obama neste domingo:

Labels: , ,