Um pouquinho da cerimônia

Estou começando a achar que pior do que contar os dias para o casamento, é contar os dias até poder ver as fotos oficiais do casamento. Ridículo, né?! Até já escrevi os relatos para não esquecer os detalhes com o tempo, mas só quero postar quando tiver as fotos oficiais, e isso demora...

Por enquanto, tenho "colecionado" fotos que amigos tiraram e como já tenho algumas legais da cerimônia, resolvi colocar um pouquinho aqui. Depois (é claro!) ainda colocarei as fotos oficiais.

A gente resolveu fazer a cerimônia no jardim lateral da Villa Riso (não a área que fica logo ao lado da casa, mas sim um cantinho mais "escondidinho") pois tínhamos apenas em torno de 150 convidados. Originalmente, não iríamos montar toldo nem piso, mas com o pé d'água que caiu no domingo e na segunda na semana do casamento, por ordem (superior) do meu pai, resolvemos colocar os dois, para o alívio da família (e da decoradora e da cerimonialista também!). Quem fez a decoração foi a Patricia Vaks, que arrasou!

A própria Patricia sugeriu usarmos bancos e cadeiras diferentes, para dar um toque mais informal e divertido a cerimônia. A inspiração foi essa foto aqui. Não sei se dá para ver na foto abaixo, mas tem 4 tipos de cadeiras (3 brancas e 1 verde) e 1 tipo de banco espalhados pela cerimônia. Originalmente, era para termos o caminho de gypsophilas no próprio corredor, mas por causa do piso, acabou ficando estreito demais, então a Patricia sugeriu pendurarmos essas florzinhas, o que criou um ar de leveza ao ambiente. E para completar, ela adicionou lustres de velas, criando um romanticismo.


Apesar do casamento ser civil e ninguém ser judeu, resolvemos montar uma chuppah (pronunciado "rupá") que basicamente é uma cobertura decorada com flores. Já fui a casamentos de várias denominações diferentes, e devo dizer que a cerimônia que acho mais bonita (pois é cheia de simbolismo lindo!) é a judia. Pegamos emprestado então o conceito da chuppah e a Patricia deu uma adaptada. Ela montou (pela primeira vez!) uma chuppah redonda (a judaica é quadrada), cobriu com heras e voil branco, e colocou um lustre de velas. O lustre de velas estava decorado com heras e orquídeas brancas. 

E para "humanizar" o espaço, aqui meu marido (ainda é um pouco estranho falar "marido") lendo os votos dele, que foram lindos, divertidíssimos, e a nossa cara:

Labels: , , ,