Manicure à americana: Esmalte em Gel

Há duas semanas resolvi (mais uma vez) me "aventurar" pelo mundo capenga de manicures americanas.

Dessa vez, quis experimentar uma técnica nova: o esmalte em gel. Há uns dois anos, o esmalte em gel foi lançado aqui (acho que primeiro pela Shellac, mas hoje em dia tem várias marcas), com a grande promessa de durar duas semanas! Pois é, de acordo com a propaganda, o esmalte em gel não descasca nem lasca, e por isso dura 15 dias. Óbvio que fiquei na maior vontade para experimentar, né?

Primeiro, queria saber se ele realmente dura essas maravilhas todas (quase um milagre!). Também quis experimentar pois falaram que ele deixa a unha mais dura, o que me dificultaria a roer a unha (lembra que falei aqui que sou uma onicofagista?! Se bem que não mordo a unha desde janeiro desse ano...#soproud)

Muito importante: o esmalte em gel não é uma unha postiça e por isso, não faz mal às unhas. É um esmalte mesmo, mas ao contrário de esmaltes normais, por ele ser em gel, é necessário usar luz ultra-violeta para ele secar. Ou seja, você passa a base (em gel) e coloca as mãos debaixo de luz UV. Passa a primeira camada de cor (em gel), coloca debaixo de UV. Passa a segunda camada de cor, UV mais uma vez. E finalmente, passa o extra brilho (em gel), e dá-lhe UV novamente! Por causa desse processo, demora uns 10 minutos a mais do que uma manicure normal para ficar pronta, mas tem a grande vantagem que você sai do salão com a unha sequinha, sequinha (nada de borrar o esmalte procurando a chave na bolsa, nem pagando o serviço!)

A coisa mais chatinha do esmalte em gel é o preço (aqui sai uns US$10-15 mais caros que a manicure normal, mas se for para evitar uma ida a mais no salão, acho que vale a pena). Descobri que em um dos salões pertinhos daqui de casa tem "happy hour" de manicure entre 11-16h de 2a a 4a, e o preço fica "só" US$25 (que é quase o preço de uma manicure normal aqui em DC, então vale a pena). Como sou estudante e quem manda no meu horário sou eu, consegui marcar durante o happy hour. A segunda coisa mais chatinha é o processo de remoção. O esmalte em gel "gruda" na unha, então para remover é necessário mergulhar as unhas em acetona por uns 5 minutos, o que dá uma enfraquecida. Finalmente, a outra coisa meio chatinha é que, para durar bastante, o esmalte não pode encostar na cutícula (pois se encostar, quando a cutícula começar a crescer, ela "levanta" o esmalte, fazendo com que ele comece a descascar). Porém, como já estou acostumada mesmo com manicure à americana que NUNCA encosta na cutícula mesmo, para mim isso não faz diferença...

Bem, chega de blá blá blá e vamos as fotos.

Dia 1:
Bifes arrancados e o vão "cutícula-esmalte" são características mega normais de manicure yankee :(
Ah, e o esmalte em gel é BEM brilhoso. Essa foto foi tirada sem flash. 

Dia 7:
Esmalte continua intacto, mas dá para perceber que o vão aumentou (assim como minhas cutículas, que crescem mais rápido do que conta de político brasileiro em banco suiço)

Dia 15:
Esmalte sem nenhuma lasquinha!!! Realmente impressionante!
Porém, o espaço "cutícula-esmalte" está começando a me incomodar...
Estou até tentando me convencer que, "de longe," dá para disfarçar
É né, de longe, com a camera do celular e fora de foco, fica fácil disfarçar...
Quero ver se aguento mais uma semana com esse esmalte (preguiça e falta de tempo de fazer a unha). Ah, nesses últimos 15 dias eu dei banho na Poli, fiz faxina no apê duas vezes e lavei e cozinhei todos os dias. E nada do esmalte lascar (nem de unha quebrar!) Ah, e super importante: não "comi o dedo" (ato de arrancar cutículas com os dentes) nem usei o alicate de cutículas (obsessão compulsiva minha). Acho que esse esmalte em gel será ótimo para me ajudar a finalmente parar de tirar cutícula.

Semana que vem devo ir ao salão e dessa vez, quero fazer uma francesinha (que acho que dá para enganar melhor por mais tempo, já que o esmalte é mais clarinho. Assim não terei que fazer a unha até minhas provas no dia 23/09).

Ficou curiosa e quer saber mais? Aqui um vídeozinho:

Labels: