Cirque du Soleil: O, Zumanity e Beatles Love

Os sete shows do Cirque du Soleil em Vegas.

Há 10 anos que eu queria ir à Las Vegas. Os dois motivos principais motivando essa vontade: "O" e "Zumanity," dois dos SETE (!!!) Cirque du Soleil's residentes em Vegas. Antes mesmo de reservarmos hotéis, assim que compramos as passagens, lá fui eu comprar ingresso para assistirmos "O" e "Zumanity." (para quem não sabe, eu sou obcecada pelo Cirque du Soleil...se pudesse ser qualquer pessoa nesse mundo, seria aquela moça que fica voando na seda em Dralion. Já falei um pouquinho sobre minha obsessão quando fui assistir Ovo e Totem).

Enfim, tínhamos 3 noites em Las Vegas, ou seja, tempo suficiente para assistirmos 3 shows do Cirque du Soleil ;) Para a última noite, resolvemos assistir Love, que parecia ser o mais diferente entre o restante, pois ser exclusivamente com músicas dos Beatles. 

O post é longo, então separei por show (caso você não tenha paciência e tempo para ler tudinho...)

Ah, já que estamos falando sobre minha obsessão por Cirque du Soleil, para quem mora no Brasil, Corteo, um dos melhores shows do Cirque du Soleil que já vi está fazendo tour pelo Brasil esse ano. Esse com certeza está no meu top 5 de Cirque du Soleil e foi uma das coisas mais delicadas, divertidas e lindas que já vi na vida! Super recomendo!

-----------------------

O

O primeiro Cirque du Soleil que vimos em Las Vegas, especial para comemorar nossa renovação de votos foi "O," o Cirque du Soleil aquático, que estava querendo ver há uma década. Ah, para quem não sabe, o título quer dizer água em francês (quer dizer, assim, mais ou menos...água = eau em francês, mas a pronûncia de "eau" é "ô", logo o título)


Achei bem bonito, mas fiquei um pouco desapontada :( (sério, vocês não têm noção de como fiquei triste por não ter me apaixonado por esse show...) É bem bacana e diferente, pois o palco é basicamente uma piscina, mas sei lá...não me conquistou. Achei que não teve muita "história" (Cirque du Soleil sempre tem uma história, algo que conecta os atos circenses) e também achei um pouco repetitivo (sei lá, vai ver que ballet aquático não me impressiona...mas depois de ver 15 saltos na água, fiquei meio "ok, eles vão pular, dar cambalhota e cair na água...")

O Thiago acha que fiquei decepcionada porque tinha expectativas muito altas, mas até ele achou que esse não entrou para os top 3 melhores Cirque du Soleil que ele já viu...Mas, para quem é fã do Cirque du Soleil, vale a pena (afinal, é o único Cirque du Soleil aquático!)


-----------------------

ZUMANITY

Na noite seguinte, fomos para nossa segunda parada de Cirque du Soleil: Zumanity!!! Zumanity é o Cirque du Soleil sexy, mais ousado, somente para maiores de idade (sério! menor de 18 não entra...) AMEI AMEI AMEI! Esse com certeza entrou para os meus top 5 Cirque du Soleil. É lindo, divertido, engraçado, animado, sensual...tudo que o Cirque du Soleil propõe ser! (Obs: se você é uma pessoa que fica facilmente encabulada, não recomendo...esse show tem nudez e encenações, digamos assim, calientes...ah, e aviso aos navegantes: tem momentos homosexuais, o que, honestamente, não deveria chocar ninguém mas sei que ainda existe pessoas que não se sentem a vontade com isso...) 


Dos shows que vimos em Las Vegas, esse realmente foi meu predileto. Achei maravilhoso! O formato do show é tipo um cabaret, com uma drag queen de mestre de cerimônia. Os atos são lindos e realmente impressionantes! Têm striptease masculino (divertidíssimo!), tem uma dançarina naqueles poles de strip (impressionante!!! Nossa, não sei como ela se equilibra/pendura/desliza naquele treco), e tem cenas engraçadíssimas com o público (obs: se você não quer ser chamado ao palco, evite as primeiras fileiras...) 

Tiveram três atos que achei fantásticos: as mulheres dentro da taça de champagne gigante (vídeo abaixo), os homens "brigando" tango (um SHOW de dança!) e, como sempre, a seda aérea. Dessa vez, foi até bem engraçado, porque lá pelo finalzinho, eu virei pro Thiago e falei: "Poxa, será que não vai ter seda?! Ontem não teve no "O" e se não tiver hoje de novo, vou ficar triste." Na mesma hora, aparece um anão enrolado numa seda, e o Thiago, "Vai ter sim!" (meio que rindo...) e eu, "Ah não, com anão não conta..." (comentário horroroso, nada politicamente correto da minha parte...peço desculpas) Mas gente, que anão!!! A cena da seda foi uma sedução: ele, voando na seda, seduzindo uma moça lindíssima, que ficava rodopiando no palco. Sei que no final, estávamos nós duas (a moça lindíssima e eu) apaixonadas pelo anão. Tudo que eu queria era voar na seda com ele! Lindo!!! (Aprendi minha lição...nunca mais farei comentários maldosos sobre indivíduos que sofrem de nanismo)



-----------------------

LOVE

Para encerrar nossa estadia em Las Vegas, na última noite, fomos assistir Love, que é o show do Cirque du Soleil com músicas dos Beatles. Aparentemente, quem teve a idéia de combinar Cirque du Soleil com Beatles foi o próprio George Harrison, que era amigo do Guy Laliberté, fundador do Cirque. O show meio que conta a história da Inglaterra no pós-guerra, terminando com o psicodelismo hippie. É MUITO bacana! 


Uma das coisas impressionantes desse show é o palco. É realmente um palco multimídia, com telas e projetores, então no meio do espetáculo, as vezes tinha cenas de shows de verdade dos Beatles, com a mulherada gritando e desmaiando. Muito legal! 


Dessa vez, a parte que mais gostei foi o ballet feito ao som de Something, que deve ser uma das músicas mais lindas já escritas (parêntese para dizer que morro de inveja da Pattie Boyd...gente, como é que essa mulher inspirou Something, Layla E Wonderful Tonight?! Poxa, custava ter deixado uma musiquinha só para nós, meras mortais?!). Enfim, o "ballet" eram três moças presas em elásticos (como se fosse a seda) com um rapaz dançando no meio. Toda vez que elas chegavam perto dele, o elástico as puxava para longe e elas rodopiavam no ar. Uma coisa de lindo!!! Infelizmente, só achei uma versão tosquinha que alguém gravou (escondido...pois é proíbido filmar). 

PULE para 2:00 (o primeiro minuto é outra coisa)


Apesar de ter gostado MUITO desse show (com certeza foi um dos melhores espetáculos que já vi), ele não é muito "Cirque du Soleil." O Thiago descreveu bem: lembra mais um musical do que um Cirque du Soleil. Vale MUITO a pena, mas não é característico do estilo do Cirque, ou seja, tendo a oportunidade, recomendo assistir esse MAIS um Cirque du Soleil "típico," para se ter uma experiência completa ;)
Meu quinto Beatles :)

Labels: ,